h1

Receita de Créditos

julho 14, 2009

Bolo da mamãe e da vovó só da certo pq elas usam os ingredientes na medida certa, e até hoje eu me pergunto: por que alguém vai colocar os créditos de um filme só no final? É óbvio que colocar aquela imensa equipe só no início também não é a melhor opção. Mas por que não os dois ingredientes em suas devidas quantidades?

True Blood da HBO? Stephenie Meyer, autora dos livros vampirescos “Crepúsculo” me perdoe, mas essa série escrita por Alan Ball é demais! E mais que isso, a abertura dela é melhor ainda. (confira o primeiro video abaixo)

E por que não? Será tão difícil fazer uma receita dessas? Ótimas aberturas ou finais decentes para expor os principais nomes envolvidos nas obras audiovisuais? Eu diria que não. Além do True Blood, separei outros exemplos de introdução e créditos finais:

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Anúncios

5 comentários

  1. sinto preguiça ao ver esses vídeos =S


    • Atire a primeira pedra aquele que nunca foi embora quando aparecia aqueles textos preto e branco, como é que chamam mesmo? CAST? Ahn? Antes preguiça do que ir embora logo do cinema.


  2. Já tinha visto alguns desses créditos. O do 007 ficou legal, porém muito longo, confesso que cansei ao ver no cinema. Acho que o segredo é fazer algo que prenda a pessoa, mas que não seja muito longo. Acho que o 007 passou um pouco do ponto, assim como o dos intocáveis.

    Bjin amor ;*


  3. Te falar a verdade, os créditos do Iron Man, Kung Fu Panda e 007 já tinha visto, mas não reparei nesta sutil diferença.

    Só uma coisa: que me perdoem (perdoem nada, podem falar mal) todos os fãs de Crepúsculo, mas aquilo lá não passa de um monte de clichês feito pra ganhar dinheiro sobre um público infanto-juvenil cada vez mais alienado.

    Ela não teve criatividade nenhuma, mas nenhuma mesmo. O pior de tudo é que não tem uma trama totalmente envolvente, um enredo decente e tampouco um roteiro original. Tudo parece adaptado de algum lugar. E o mais incrível é que muitos aficcionados que colocam essa Senhora Meyer como uma grande escritora.

    Sabe o que mais me deprime? Ver as pessoas defedendo a teoria do “então faça melhor”. Muitos fizeram melhor que ela, incluindo o Stephen King que é um severo crítico deste amontoado de palavras.


  4. Acho que uma porcentagem grandiosa das pessoas sai antes do CAST acabar. A tela escureceu, as pessoas vão embora.

    Inclusive eu, muitas vezes só espero para ver o nome de alguns autores, etc.



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: