h1

Pequeno no grande Pixel Show

outubro 12, 2009

Vou fazer as medidas, pegar a régua… Aaa, mas eu só vou descobrir que o céu não tem limites, e que as medidas é mera limitação. No último dia do Pixel Show, vi que com 20 anos é possível fazer muita coisa no Design e na Criação. Não estou falando sobre eu, mas sobre o Nelson Balaban, que tão novo já carrega clientes como Coca-cola, Adidas, Lobo, Nike, FX e Boticário. Não, ele não fez nenhum curso acadêmico. E me aparece outro palestrante, o Sesper, bem despreocupado com as “réguas” limitadoras, fazia ilustrações e cartazes pelas ruas, reciclando adesivos de caixas, e com um apoio inesperado “O dia mais inesquecível da minha vida foi quando meu pai perguntou porque eu saia colando cartazes nas ruas… E quando vi ele me levou de carro a alguns lugares para fazer o tal.”

E digo mais, até mesmo um dos integrantes do Estúdio Árvore, estranhamente “formado” em Medicina, nos mostra coisas fabulosas feitas para o mundo Press e Moda, como exemplo, todo o visual do último São Paulo Fashion Week, e o lançamento de uma camiseteria que merece um post temático aqui. Opiniram com maestria sobre a busca de um estágio: Portifólio é coisa do passado, é melhor estar intimamente ligado ao dia-a-dia do candidato. Enfim, ver o que escreve no twitter e nos blogs, comunidades no facebook, música que escuta e o Sketch Book (caderno de rascunhos de desenhos e ideias), “Portifolio é muito elaborado” e de fato, o Coletivo Musa, com motiongraphics fascinantes e o sotaque “fast-lisboa-style”, fecharam essa ideia com o que digamos: making… Erros (fazendo… erros), como já dizia: melhor errar tentando.

Tivemos mais Live Paint, sorteios e um dos workshops sobre stencil com o Tatu, idealizador do TV Kills. E vou contar, se ali eu pude ver a criatividade fora de limite que sonhei um dia, estava com o Martini, chefe diretor da qualificada “vira-latas” do novo formato de publicidade: Cubo CC. Eles tem uma metodologia de trabalho muito interessante, ou seja, “Whaterver”. Uma prova disso, uma das últimas campanhas para o AXE, onde promoviam a adrenalina fazendo corrida de kart com design de “carrinho de supermercado”, fizeram jogo para a web, e como não tinha nenhum engenheiro no grupo, no momento “Whatever”, buscaram por alguém que pudesse aplicar a ideia na realidade, ou seja, além de game, virou corrida de kart-carrinho-de-supermercado. Brega? Não. Genial! (uma prova? Clique aqui, acesse e assista aos videos abaixo)

Do Pixel Show 2009 em SP eu só posso dizer: o tão grande, fabuloso e magnífico que vi, é o mais próximo do pequeno que sou hoje.

Cruassinado por Whyfred

Anúncios

One comment

  1. Muito bom seu Fred .Gostei bastante das analogias e tudo mais!Que venha o pixel show 2010 né!



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: